O guia do e-mail marketing: como utilizá-lo em sua clínica

Entenda mais sobre o que é e-mail marketing e como usá-lo para fidelizar seus pacientes em sua clínica através de um guia prático!

Bruna Casser

Publicitária e produtora de conteúdo no Marketing da GestãoDS
Bruna Casser

Você está sempre buscando uma maneira de interagir com todos seus pacientes e fidelizá-los, mas sempre acha que irá gastar muito ou que será trabalhoso demais, certo? É possível investir em algumas soluções para isso. Você pode utilizar as redes sociais ou até mesmo fazer o envio de e-mail marketing, mas você sabe o que é e como fazer uso destes e-mails?

O nome pode parecer complicado, mas um e-mail marketing nada mais é do que um contato, através do e-mail, com a sua base de dados, sejam eles clientes ou leads (contatos que poderiam virar seus futuros clientes).

Assim, por ser online e utilizando algum software, você tem a possibilidade de analisar o retorno gerado através de relatórios e análises, criando campanhas cada vez mais otimizadas.

Continue lendo e entenda melhor como utilizar esta forma de comunicação com seus pacientes e até mesmo com quem ainda não é seu paciente.

Boa leitura!

Por que utilizar?

O e-mail é um canal efetivo para construir e manter um relacionamento sólido em todas as etapas: antes, durante ou após uma consulta. Contudo, para fidelizar os seus pacientes e atrair novos, não basta enviar qualquer tipo de e-mail. Um dos fatores de influência é a qualidade na produção de conteúdo.

É importante apresentar ao paciente newsletters com novas opções de conteúdo. Além disso, quando atraímos pacientes pelo conteúdo, podemos criar um maior engajamento para o compartilhamento de posts, acesso ao site, sem contar que o conteúdo pode ter um ótimo retorno através do marketing boca-a-boca.

Quais as melhores estratégias?

Agora, vamos explicar melhor quais são as melhores estratégias para um envio efetivo de e-mail marketing da sua clínica ou consultório médico:

1- Segmentar a lista de envio

Isso significa separar os pacientes que vão receber cada tipo de email para que o assunto seja do interesse deles. Assim, quem receber está realmente interessado e, portanto, não irá cair na caixa de spam. Por isso, a segmentação pode ser por sexo, idade, interesse e procedimentos já realizados por seus pacientes, por exemplo. Se quiser automatizar esse envio, pode usar algum software de gestão, como a GestãoDS.

Para conhecer melhor, basta clicar no banner abaixo e fazer uma demonstração gratuita:

demo gratuita

2 – Criar um domínio próprio, para evitar ser deixado na caixa de spam.

E-mails que são enviados por bases gratuitas e públicas tem uma grande chance de cair na caixa de spam. Quanto mais exclusivo for o seu domínio de e-mail, mais as ferramentas de rastreamento entendem que é legítimo. Assim o remetente do seu email deve ser contato@drSEUNOME.com.br ou, com o nome de sua clínica.

3 – Criar conteúdos interessantes para atrair e engajar.

Quando atraímos pacientes pelo conteúdo iniciamos um relacionamento de confiança que abre as portas para crescer este relacionamento. Assim, eles ficarão mais favoráveis a confiar em você e consumir seus serviços no futuro. Estes conteúdos podem ser enviados através de newsletter, promoções, eBook, planilhas, infográficos e entre outros.

Portanto, a melhor estratégia sempre vai ser aquela em que você baseia-se na confiança e no relacionamento com seus pacientes. Se você consegue mostrar dedicação em entregar conteúdo relevante, de uma forma sistematizada e sustentada, passa a ideia de que você se importa com o bem estar de seus pacientes.

gestao-marketing

Como enviar um e-mail que entregue resultados?

Enviar um e-mail marketing necessida de atenção em certos pontos. Desta maneira, iremos explanar eles abaixo para você:

  • Primeiro é importante saber que um e-mail de sucesso é aquele que é recebido e lido por seus remetentes. Para isso, você deve pensar desde o título deste e-mail para que ele seja interessante o suficiente para ser acessado até a finalização com sua assinatura.
  • Assim, na parte da identificação você deve mostrar quem é você ou sua clínica. Portanto é importante inserir um cabeçalho no início e uma assinatura ao final. Ali, poderá inserir a sua logo para a identificação rápida e visual de seus pacientes. Se seu paciente não sabe quem está enviando o e-mail, a chance de abri-lo cai muito.
  • É importante, também, inserir uma saudação para não iniciar diretamente no assunto. Aqui é importante você ter a informação de como este paciente gosta de ser chamado. Sendo assim, sua secretária poderá perguntar isto no momento do cadastro do paciente.

Deste modo, você poderá cumprimentá-lo de uma maneira mais próxima, como por exemplo “Olá, Ana. Tudo bem?”.

E durante o desenvolvimento?

  • Durante o desenvolvimento do texto, é importante que você seja breve e objetivo. Portanto as informações devem ser completas e compreensíveis. Mas se você deseja enviar muito conteúdo, que tal criar um ebook? Ou um infográfico? Ou mesmo dividir em outros emails.
  • Organize seu texto trazendo informações em tópicos, dando exemplos e até mesmo trazendo problemas que podem ser decorrentes daquilo. Uma dica é utilizar negrito em frases ou palavras que você busca chamar mais atenção
  • Se você for disponibilizar um arquivo, crie um botão para conversão ao final de seu e-mail. A conversão seria um formulário para que os pacientes preencham seus dados e possam receber o conteúdo. Assim, você terá as informações que precisa sobre ele ao disponibilizar seu conteúdo.
  • Por último, lembre-se que sua assinatura deve conter uma despedida, seu nome e um botão de acesso às suas redes sociais.

Logo, esperamos que esse guia sirva de base para você iniciar uma estratégia efetiva de envio de e-mail marketing na sua clínica. Se precisar de qualquer auxílio nessa jornada, conte com a GestãoDS para otimizar seu dia a dia.


Gostou do nosso conteúdo? Então, entre em contato conosco através das nossas redes sociais!

Site GestãoDS
Facebook
Instagram
LinkedIn
YouTube