Como ter uma boa gestão na área da saúde

Júlia Bernardi

Jornalista, especialista em cultura digital e redes sociais
Coordenadora de Marketing da GestãoDS
Júlia Bernardi

Qual médico não pensa em ter uma clínica bem-sucedida?! No entanto, ser um ótimo médico pode não ser suficiente para que a gestão esteja saudável. Nesse caso, podemos pensar que somente realizando uma consulta satisfatória já está tudo encaminhado, no entanto, outros fatores são relevantes na gestão.

Qualidade no atendimento, presença digital, atenção às finanças, processos de organização da equipe inteira. Esses são somente alguns tópicos que envolvem a boa gestão de uma clínica médica. Mostrar seus diferenciais dentro do mercado está cada vez mais difícil, mas com algumas orientações você poderá se destacar antes mesmo da consulta.

Para auxiliar você criamos este artigo com foco em dicas para auxiliar na gestão completa da clínica. O primeiro passo é entender que a clínica é uma empresa também e, por isso, demanda mesmo interesse que você teria se tivesse uma imobiliária ou loja de livros.

O importante é reconhecer as fraquezas e forças do ambiente para realizar as mudanças necessárias e seguir em uma trilha de sucesso. Boa leitura!

Processos da equipe interna

Um dos primeiros tópicos que você pode acreditar que não tem relação com gestão é o atendimento a seus pacientes. O primeiro contato deles é com sua equipe, por isso eles precisam ser orientados da melhor forma que você quer que seus pacientes sejam recebidos ou, até mesmo, atendidos no telefone.

A experiência do paciente começa desde o momento que ele decide marcar uma consulta na sua clínica. Às vezes, até ao acompanhar sua presença digital, por exemplo, ele já tem uma ideia de tudo que pode vir a acontecer no atendimento presencial. Por isso, é importante que esse processo esteja muito alinhado.

Invista em treinamentos para todos os profissionais que atuam com você. Assim, a comunicação será baseada em uma cultura voltada ao paciente. Isso vai garantir maior eficiência e produtividade no dia a dia.

Para isso, mantenha um planejamento e organização constante para que tudo sempre fique por dentro do planejado. Mesmo com dia corrido e pouco tempo na rotina diária médica é importante manter esse fluxo em bom saúde. Uma das possibilidades é ter um software médico, ele vai auxiliar com ferramentas centralizadas para melhor gestão da clínica.

Gerir todos processos da clínica de forma manual, com muitos papéis espalhados por todos lugares não é a melhor opção em um ambiente que está sempre em constante atualização. Um sistema online facilita o dia a dia da gestão de uma clínica, contendo um tópico para finanças, outro para agendamento, outro para prontuário eletrônico e muito mais.  

Presença digital

Agora que sua equipe já está treinada e oferece um atendimento de qualidade, comece a investir na divulgação. Ela vai ajudar você a trazer mais pacientes tanto nas redes sociais quanto em buscas de sites. Esse é o princípio do marketing médico para atrair mais clientes e resultados positivos para a clínica.

Mas, você pode estar questionando que muitos pacientes da sua clínica vêm por indicação. Sabemos que isso ocorre, mas não podemos ficar vinculados somente a um fluxo de entrada. Até mesmo para quem é indicado, é importante manter uma presença digital forte para conseguir se destacar nesse mundo conectado.

Dessa forma, queremos dizer que uma pessoa que recebe uma indicação sua, também começa a pesquisar tudo que encontra sobre seu nome. Por isso, os perfis devem estar sempre atualizados com conteúdo educativo, independente da forma e meio de distribuição. Ou seja, nutrir os pacientes com vídeos e imagens explicando seus serviços, bem como número de telefone e endereço atualizados.

Para tirar suas dúvidas, também pode acompanhar nosso artigo sobre 6 passos para divulgar a clínica médica:

Área financeira

Após ter uma equipe treinada e um marketing digital organizado, é preciso entender as receitas que você está gerando na clínica. Com mais pacientes, é preciso saber mais sobre saúde financeira. De nada adianta ganhar muito dinheiro se não conseguir administrá-lo.

Um dos erros mais comuns é misturar as contas pessoais com as da clínica. Lembre-se: sempre separe isso para conseguir ter uma organização melhor da área financeira. Além disso, o planejamento de investimentos pode ser prejudicado com qualquer erro.

Se, por exemplo, você fizer uma viagem de férias esse valor precisa ser contabilizado de sua conta pessoal, mesmo que sua receita venha da clínica. Isso é essencial para planejamento financeiro. A partir desse mapeamento de entradas e saídas, pode fazer projeções para o futuro.

Ou seja, se você planeja fazer uma reforma na clínica ou, até mesmo, trocar de endereço pode encontrar qual é o melhor momento para isso. Por menor que seja, é importante realizar esse controle. É o fluxo de caixa atualizado que vai manter uma boa gestão na saúde.

Agora que você já sabe quais são os primeiros tópicos que precisa pensar, que tal fazer uma demonstração gratuita da GestãoDS e ver como podemos lhe auxiliar?



Gostou do nosso conteúdo? Então, entre em contato conosco através das nossas redes sociais!

Site GestãoDS
Facebook
Instagram
LinkedIn
YouTube

Júlia Bernardi

Jornalista, especialista em cultura digital e redes sociais Coordenadora de Marketing da GestãoDS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *