Ambiente da clínica: contratando um arquiteto

Contratar um arquiteto para reformar sua clínica médica requer muita atenção. Cuide de cada detalhe para não perder tempo e nem dinheiro!

Bruna Casser

Publicitária e produtora de conteúdo no Marketing da GestãoDS
Bruna Casser

Conteúdo produzido em parceria com Stère Arquitetura.

O trabalho de satisfação de seus clientes começa desde os primeiros contatos com você, como já comentamos anteriormente. Quando ele chega na sua clínica, é importante você recebê-lo em um ambiente bem planejado. E neste momento, conte um arquiteto competente para auxiliar sua clínica médica.

Além do atendimento de sua equipe, o espaço da sua clínica deve ser preparado para acolher os seus pacientes. Mas, como você pode acertar na escolha de um profissional para este momento?

Um arquiteto ideal vai auxiliá-lo na construção de um espaço que combine com os seus pacientes. Além disso, este lugar deve expressar a sua identidade como profissional e estar de acordo com todas as regras estipuladas.

divulgar clínica médica arquiteto

Quer entender mais como fazer a escolha do profissional? Continue lendo nosso artigo abaixo!

Crie o seu espaço

Seja abrindo uma clínica ou simplesmente ao trocar de endereço, a escolha de um bom profissional é fundamental. Ela vai determinar se sua obra irá atrasar, apresentar problemas funcionais ou trará o resultado almejado.

A primeira dica é perguntar à colegas de profissão por indicações de arquitetos que auxiliaram na construção de suas clínicas. Assim, você já terá um relato de experiência e saberá como fica o resultado daquele profissional.

De mesma maneira, se você contar com uma indicação ou não, deverá pesquisar sobre o profissional escolhido. Visualizar o seu portfólio de projetos e se aprofundar em cada trabalho feito por ele faz parte desse processo.

Outra dica é que você compare pelo menos dois ou três arquitetos para saber suas opções. Eles podem ter visões diferentes e, por mais que um tenha sido indicação, o outro pode compreender melhor o que você deseja.

Orçamento e decisão

No momento de indicar ao arquiteto o que você deseja, não esqueça de ser claro, desta forma não ficará nenhum mal-entendido. Assim, você deverá explanar as suas necessidades e o que deseja transmitir aos pacientes.

Portanto, esta etapa de orçamento deve ser muito cuidadosa para não causar atrasos em seu planejamento. Lembre-se então de algumas informações básicas, como as que listamos abaixo:

  • Explique a ele quais serão as atividades desenvolvidas por você e por sua equipe dentro da clínica;
  • Lembre-se que, por ser um ambiente de saúde, deverá seguir uma ideia básica que demonstre limpeza e segurança;
  • Dedique tempo conversando com alguns arquitetos, tire dúvidas a respeito dos processos e do tempo que irá durar a reforma;
  •  É muito importante que o objetivo das instalações seja definido por completo na etapa de desenvolvimento do projeto;
  • Fique atento às regras para reformas caso você esteja em lugar alugado, ou sua clínica esteja localizada em um prédio comercial;

Ainda:

  • Certifique-se, antes de pedir um orçamento, de que poderá solicitar algumas alterações e também entender quantos encontros terão. Pergunte pontos específicos sobre a atuação do profissional;
  • Tenha em mente que a escolha do local é uma das principais decisões para este tipo de projeto, visto que possui determinadas especificidades importantes a serem consideradas;
  • A intervenção profissional de um arquiteto além de valorizar o imóvel, tende a facilitar as tramitações burocráticas para transações futuras;
  • Não esqueça de solicitar o contrato de prestação de serviços do profissional constando os aspectos jurídicos, direitos, deveres e responsabilidades.

Ao receber a proposta do arquiteto, tenha certeza de que tudo está de acordo com o que você pediu e não hesite em solicitar alterações. Lembre-se, também, de verificar e controlar os prazos de entrega. Apenas um atraso pode comprometer toda a finalização do projeto.

gestao financeira arquiteto clínica médica

Início e especificidades

Com a escolha feita, é hora de começar os processos de projeto. Contudo, antes de iniciar o desenvolvimento da proposta, o profissional deve realizar:

Um levantamento arquitetônico: onde todos os espaços e dimensões são conhecidos;

Um levantamento de necessidades: onde é feita uma reunião de todas as informações essenciais para o bom funcionamento do ambiente.

O Briefing

A reunião destas informações essenciais chama-se de briefing, e é muito importante que neste momento o médico e sua equipe exponham todos os seus anseios. Assim, o profissional poderá pensar e apresentar soluções e alternativas para suas demandas, de forma a se adaptar às necessidades de um ambiente de saúde.

Uma clínica ou consultório médico possui inúmeras necessidades específicas. Assim, torna-se de extrema importância que o objetivo de uso das instalações seja levado em consideração durante a etapa de desenvolvimento do projeto.

Mesmo que as preocupações com regulamentações acabem sendo entendidas como prioridade, o ambiente em si precisa ser tratado com cuidado. Por isso, algumas questões básicas devem ser planejadas com atenção.

Sendo elas:

  • Iluminação confortável;
  • Estrutura física e acessos, como dimensionamento adequado de portas e aberturas;
  • Normas de Acessibilidade;
  • Entrada de ruídos;
  • Controle de temperatura do ambiente;
  • Utilização específica de energia elétrica, água e esgoto;
  • Cromoterapia adequada para proporcionar tranquilidade, paz e leveza aos pacientes.

Além disso, a arquitetura para consultórios e clínicas não é vinculada somente à sua disposição no ambiente. É dever do profissional cumprir com algumas responsabilidades exigidas por legislação. Dentre elas podemos citar:

  • Cuidados especiais em espaços com uso de radiação;
  • Cumprimento de normas de higiene e segurança;
  • Atenção com a Coleta de Resíduos;
  • Utilização de EPI’s adequados, além da atualização de vacinas indicadas aos profissionais da saúde;
  • Normas da Vigilância Sanitária – Visa, que controla e regula a área sanitária de serviços e produtos. O descumprimento das normas pode acarretar multas ao profissional, que deve manter-se atento quanto a legalização e ordem da sua clínica.

Fiz o projeto….e agora? 

Após uma pincelada sobre um bom início do processo de projeto entre arquiteto e cliente, inicia-se a tradução das ideias em desenhos. Cada profissional tem uma maneira única de expressar suas ideias, portanto não existem regras, desde que seja possível compreender claramente as decisões que nortearão a proposta.

Estudo Preliminar

A primeira configuração do espaço é feita através de um Estudo Preliminar, normalmente em planta baixa, que será a base para o desenvolvimento do projeto de arquitetura e seu conceito. Assim, esta etapa serve para começar a visualizar as coisas de forma mais clara.

Anteprojeto

Após o término, apresentação e aprovação da concepção no Estudo Preliminar, o profissional de arquitetura deverá evoluir a proposta, dando início a segunda etapa de desenvolvimento do projeto.

É aqui que ocorre o aprofundamento do estudo, com plantas detalhadas e definições mais refinadas. Além de um material mais completo com cortes, elevações, imagens em 3D facilitando o entendimento, e uma prévia dos principais acabamentos.

Projeto de Aprovação

Nesta etapa, o arquiteto deverá fazer toda a adequação do projeto. Portanto elas devem estar dentro das normas específicas para aprovação na Prefeitura do município em questão (e/ou Corpo de Bombeiros).

Podemos ressaltar aqui que, para reformas de interiores não é necessária a aprovação na prefeitura. Portanto, nestes casos específicos, esta etapa deixa de ocorrer.

Projeto Executivo

Por fim, a última etapa abrange o estudo que vai orientar todo o andamento da obra. Por isso, deve conter todas as informações necessárias para uma execução perfeita. A falta ou falha em um projeto executivo pode causar diversos problemas. Dentre eles atrasos na entrega da obra ou custos extras para o orçamento do cliente.

Consultar um profissional especializado e querer oferecer um ambiente aconchegante aos pacientes é essencial para tornar realidade o sonho da clínica. Assim como conhecer e participar das etapas do projeto de arquitetura.Isso demonstra que você se preocupa com o bem-estar dos seus pacientes, melhorando a sua experiência na clínica.


Gostou do nosso conteúdo? Então, entre em contato conosco através das nossas redes sociais!

Site GestãoDS
Facebook
Instagram
LinkedIn
YouTube

Bruna Casser

Publicitária e produtora de conteúdo no Marketing da GestãoDS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *