Gestão DS Software prontuário eletrônico

6 funcionalidades que um sistema de prontuário eletrônico precisa oferecer

Juliana Aragão

Jornalista com larga experiência em escrita e edição para web em veículos da grande mídia, portais, blogs e redes sociais. Especialista em reportagens e coberturas na área de saúde e em marketing digital.
Juliana Aragão

Entre as inúmeras utilidades oferecidas por uma plataforma de gestão para clínicas e consultórios, uma pode ser classificada como a mais essencial e importante na rotina médica. Trata-se do prontuário eletrônico, uma ferramenta básica na medicina que faz o registro de todos os dados pessoais, atendimentos, histórico de saúde e registros de exames e tratamentos dos pacientes.

Por conta disso, ele é a maior fonte de informações de que o médico dispõe, munindo o profissional com os principais elementos de que ele precisa para nortear diagnósticos e decidir sobre sua conduta. Por isso, esse grande e precioso banco de dados precisa ser tratado à altura de sua importância e estar cercado de cuidados.

Gestão DS Software prontuário eletrônico

Leia mais:

Por que ter um prontuário eletrônico integrado
Por que é importante manter o cadastro atualizado dos pacientes

Com a evolução da tecnologia e das rotinas dos consultórios, os prontuários, antes preenchidos à mão em fichas de papel, ganharam nova forma. E com a informatização, veio junto uma série de outras utilidades. Graças à facilidade de armazenamento em meio eletrônico, eles hoje são muito mais do que resumos do histórico médico. O preenchimento simples e a quantidade de dados suportada permitem que eles guardem muito mais informações em comparação às anotações manuais.

Por isso, eles se transformaram em um grande repositório capaz de manter desde receitas prescritas até exames de imagem em alta resolução. E tudo isso de forma muito mais segura em um meio infinitamente mais fácil de acessar.

Detalhes no prontuário eletrônico podem fazer diferença na rotina do seu consultório

Porém, nem todos os softwares para consultórios médicos oferecem funções tão diversificadas para o prontuário eletrônico. Assim, é primordial avaliar em detalhes todas as utilidades que o sistema prevê para esta ferramenta. E como ela é fundamental no dia a dia do consultório, é preciso que essa escolha seja muito bem avaliada.

Doctor looks at the patient’s electronic chart on the tablet. Health care concept. 3d isometric. Concept for web design-01.

Como o prontuário eletrônico é o principal arquivo de que o médico dispõe para acessar dados dos pacientes, antes de qualquer coisa é necessário entender que ele pode oferecer várias funcionalidades. E são elas que podem ser o diferencial para otimizar o atendimento, trazendo benefícios não só para o profissional, mas também para o paciente.

Para ajudar na avaliação desses pontos e orientar sobre como essas ferramentas podem melhorar e muito a rotina médica, montamos esse pequeno roteiro listando o que você deve procurar ao avaliar um sistema que inclua o armazenamento de dados dos seus pacientes:

Facilidade de acesso

Ter todos os registros do paciente à mão no momento em que você precisar é um dos pontos mais elementares no momento de avaliar um software de prontuário eletrônico. Mas só isso não basta. Além disso, o acesso fácil também engloba uma organização eficiente dos dados.

Graças a ela, há a garantia de que o médico vai conseguir chegar à informação de que ele precisa de maneira ágil. Também é fundamental que todas as anotações, exames, receitas e laudos não se percam em meio a tantos apontamentos e documentos.

Personalização do prontuário eletrônico

Da mesma forma que especialidades distintas demandam abordagens, anamneses, exames e prescrições muito diferentes, as necessidades dos prontuários também são extremamente diversas de acordo com área de atuação do médico. Basta imaginar o quão díspares são as demandas de registro de um dermatologista e um ortopedista, por exemplo. Essa enorme variedade de demandas precisa ser levada em conta na hora de se avaliar um sistema de prontuário eletrônico.

Para que ele atenda a todas as necessidades de um profissional médico, a possibilidade de personalização é essencial. Alterar a disposição dos dados, pré-formatar atestados e receituários e poder escolher que campos vão constar nos registros dos pacientes são tópicos que fazem uma diferença deternimante na rotina de atendimentos e podem facilitar enormemente as consultas.

Segurança e adequação à LGPD

Com a entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados, que afeta diretamente informações armazenadas sobre pacientes, os prontuários eletrônicos precisam dispor de uma série de recursos. São eles que vão garantir a autorização para a guarda de dados médicos e assegurar o acesso controlado e restrito a esses arquivos a anotações.

Além disso, os registros têm que estar 100% protegidos e contar com mecanismos de backup e de recuperação. Por este motivo, é essencial que sua plataforma ofereça um serviço de armazenamento em nuvem que ofereça a maior segurança possível. O sistema também precisa ser amparado por um serviço de criptografia, o que inviabiliza o acesso de terceiros, e dispor de certificados de segurança.

Leia mais:

LGPD no consultório: como o Gestão DS cuida dos seus dados
Tudo o que você precisa saber sobre a LGPD aplicada a clínicas e consultórios

Possibilidade de armazenar arquivos em vários formatos

Com a evolução dos métodos de diagnóstico e as muitas possibilidades trazidas pela tecnologia para a medicina, se multiplicaram também os exames e as formas de apresentação dos resultados. Por isso, é imprescindível que o prontuário eletrônico esteja preparado para armazenar, acessar e ler informações arquivadas em formatos diversos, sejam documentos, sejam imagens ou vídeos.

E para facilitar ainda mais esses registros, ele também pode oferecer ilustrações, infografias e esquemas que facilitem a explicação de tratamentos e procedimentos para os pacientes.

Agora que você já conhece as principais funcionalidades que um prontuário eletrônico precisa incluir para atender a todas as necessidades de uma clínica ou consultório alinhado com as novas tecnologias e demandas do mercado, que tal conhecer o sistema Gestão DS, que oferece essas e muitas outras ferramentas para otimizar o trabalho dos médicos e potencializar seus lucros?


Gostou do nosso conteúdo? Então, entre em contato conosco através das nossas redes sociais!

Site GestãoDS
Facebook
Instagram
LinkedIn
YouTube

Juliana Aragão

Jornalista com larga experiência em escrita e edição para web em veículos da grande mídia, portais, blogs e redes sociais. Especialista em reportagens e coberturas na área de saúde e em marketing digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *